top of page

Lideranças sindicais femininas participam de Fórum Nacional em Brasília


Lideranças sindicais femininas de todo o país estiveram reunidas em Brasília/DF, no dia 03 de julho, para debater a atuação feminina no agronegócio e nos cenários políticos, técnicos e institucionais e destacar a importância da representatividade de classe e o potencial do sistema sindical rural na defesa dos produtores rurais.


Organizado pela Comissão Nacional das Mulheres do Agro da CNA, o Fórum da Liderança Sindical Feminina atraiu mais de 300 participantes, com representantes das 18 Comissões Estaduais das Federações de Agricultura e Pecuária. 


Do Rio Grande do Sul, a Comissão da Mulheres do Agro da FARSUL marcou presença com um grupo de onze mulheres, lideradas pela Coordenadora da Comissão e Presidente do Sindicato Rural de Não-Me-Toque, Teodora Lütkemeyer. A coordenadora da comissão das mulheres do Sindicato local, Michele Birck, acompanhou o grupo. A comitiva gaúcha vestia camisetas do Movimento SOS RS Agro, manifestando a necessidade de atenção do Governo Federal para a situação do agro gaúcho, especialmente após a ocorrência das enchentes no Estado. 


O Fórum foi oficialmente aberto pelo presidente da CNA, João Martins, que reforçou a importância da atuação das mulheres no agro, salientando que desde a criação da Comissão Nacional, em 2022, foram várias conquistas e resultados expressivos, sempre em busca de aumentar a representatividade feminina no sistema sindical, a renda e qualidade produtiva agropecuária realizada pelas mulheres no campo.  Martins afirmou que as mulheres têm um papel crucial na transformação do setor, contribuindo para um sistema sindical mais robusto e um Brasil melhor. “Precisamos das mulheres para fazer um agro mais eficiente. Vocês estão contribuindo e podem contribuir cada vez mais”, afirmou.


Ao discursar na abertura, a senadora Tereza Cristina falou da sua experiência no setor e na política, uma trajetória que precisou da superação de dificuldades até conseguir ganhar confiança necessária para realizar seu trabalho e ser respeitada. “Não desistam, busquem o que vocês querem. Nós fomos feitas para ultrapassar barreiras", motivou a senadora.


Com uma programação abrangente, o Fórum contou com painéis, debates e oficinas lideradas por importantes figuras do agronegócio brasileiro. 


Contextualizando o “Cenário Político: passado, presente e futuro”, o primeiro painel teve a participação da deputada federal Marussa Boldrin (MDB/GO), compartilhando sua trajetória política e experiência na Câmara Federal; do deputado Pedro Lupion (PP/PR), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), falando sobre trabalho da FPA na defesa dos interesses dos produtores rurais brasileiros e da importância da inserção das lideranças femininas na política; e da deputada Sílvia Waiãpi (PL/AP) com sua história de vida que emocionou o público. A mediação foi da presidente da Comissão Nacional das Mulheres do Agro, Stéphanie Ferreira, que ressaltou a prontidão das mulheres presentes para representar suas realidades como produtoras rurais.


O segundo painel focou no fortalecimento da representatividade sindical rural patronal. Mediado pela vice-presidente da Comissão das Mulheres do Agro, Simone de Paula, o debate contou com a participação de Bruno Lucchi, diretor técnico da CNA, que explicou o papel transversal e relevante da Comissão das Mulheres do Agro. Já a diretora de Relações Internacionais da CNA, Sueme Mori, falou sobre a atuação internacional da Confederação. Mônika Bergamaschi, diretora executiva do Instituto CNA, detalhou ações e projetos nos eixos da agricultura digital e governança, e Janete Almeida, diretora de Educação Profissional e Promoção Social do Senar, apresentou o trabalho do Senar na parte educacional e social.


No período da tarde, as participantes assistiram ao painel “Reflexões sobre o ambiente institucional”, que contou com a assessora especial da presidência da Embrapa, Sibelle Silva, a superintendente da OCB, Tania Zanella, e a diretora de Administração e Finanças do Sebrae, Margarete Coelho. O painel, mediado por Mirian Vaz, diretora de Relações Institucionais da CNA, destacou os desafios e o crescimento da participação feminina nos ambientes institucionais.


Os impactos da comunicação no agro foi o último assunto debatido em painel, mediado por Cecília Kobayashi, chefe da Assessoria de Comunicação da CNA. Renata Silva, analista da Embrapa Alimentos e Territórios, enfatizou a responsabilidade e o conhecimento necessários para a comunicação no setor. Vera Ondei, jornalista da Forbes e presidente da Rede Brasil de Jornalistas do Agro, abordou os desafios da comunicação na era das fake news e da inteligência artificial. Já Mônica Zanotto de Arruda, especialista em marketing do Agro, falou sobre a evolução da comunicação no setor.


A senadora Jussara Lima (PSD/PI) também esteve presente e dirigiu-se às lideranças femininas. 


O evento ainda proporcionou um espaço de vivência, permitindo aos participantes conhecer mais sobre as ações do Sistema CNA/Senar.


Finalizando as ações do Fórum, o Diretor da Audaz Estratégia, Claudinei Alves, conduziu a “Oficina de Representatividade”, com objetivo de fornecer ferramentas práticas para as mulheres aplicarem no dia a dia de suas atividades sindicais e profissionais.



Teodora avaliou a participação do grupo gaúcho no evento: “Foi um momento incrível para as mulheres do agro trocarem experiências, adquirirem novos conhecimentos e fortalecerem sua representatividade no setor. Participamos com uma comitiva de onze mulheres representantes dos sindicatos rurais gaúchos e pudemos interagir com representantes de todo o Brasil, discutindo sobre o nosso papel e a importância da nossa representatividade, focando em onde queremos chegar, o que precisamos fazer para isso e como o Sistema CNA pode nos auxiliar para o alcance dos propósitos. O dia foi intenso e de muitos aprendizados”, disse Teodora. 


 

Por Ana Cláudia Stumm, com informações da CNA, Farsul e site "A Protagonista".

Sindicato Rural de Não-Me-Toque

Contatos: 54 3332-1621 / sindiruralnmt@dgnet.com.br

 


コメント


Clique aqui para falar com a gente!
bottom of page