top of page

Presidente Teodora participa de eventos com produtoras rurais do Brasil, em Cascavel (PR)

A representatividade feminina no agronegócio esteve em destaque em Cascavel, no Paraná, no início deste mês.


O 11º Encontro de Produtoras Rurais, evento tradicional organizado anualmente pelo Sindicato Rural de Cascavel, através da sua Comissão Feminina, mobilizou no dia 03 de agosto no Parque Tecnológico Coopavel mais de 1.200 mulheres vindas de todo o Brasil, com caravanas do Rio Grande do Sul até a Bahia, para um dia de muito conteúdo, networking e diversão. A Presidente do SR de Não-Me-Toque, Teodora Lütkemeyer, esteve presente.


Celebrando o movimento crescente de mulheres no setor, a programação focou em temas relevantes e demandas das próprias produtoras, incluindo palestras sobre saúde, feminilidade, sucessão familiar e gestão de propriedades agrícolas.


A anfitriã do evento, Maria Orso, Presidente da Comissão Feminina do SR local, expressou a satisfação pela união das mulheres em busca de conhecimento. “O nosso evento é especial porque ele conecta de verdade. É uma ação que respeita, valoriza e reforça a força da produtora rural no campo”, comentou Maria.


O Presidente do SR de Cascavel, Paulo Orso, afirmou em seu discurso que o Encontro serve para integrar mais força para ajudar o Brasil. “No sindicato, eu convidava 100 homens para uma reunião, vinham 10. Se convidar 100 mulheres, vêm 100. Com tecnologia, inovação e com vocês, mulheres, vamos revolucionar o agro e alimentar o mundo”, disse Orso.


Já a presidente da Comissão Estadual de Mulheres da FAEP, Lisiane Czech, relembrou que os tempos mudaram, e para melhor. “A mulher não podia votar, não podia sair de casa e hoje ela é protagonista de um setor que produz alimento. Quem era convidada para ir a uma reunião de cooperativa ou de sindicato? Jamais. Mas hoje estamos aqui aprendendo e trocando experiências”, apontou Lisiane.


Aproveitando a presença das produtoras no município, no dia seguinte foi realizado a 2ª reunião presencial da Comissão Nacional das Mulheres do Agro, restrita às integrantes. Como Coordenadora da Comissão Estadual do RS e representante do Estado na Comissão Nacional, a Presidente Teodora também participou da agenda.


Durante todo o dia, das 8h às 17h, as participantes receberam orientações sobre a criação e fortalecimento de comissões estaduais, conheceram sobre o programa de “Sustentabilidade Sindical” desenvolvido no Paraná, realizaram dinâmica de liderança, trocaram depoimentos e experiências.


Na oportunidade também foi comentado sobre o levantamento concluído pela Comissão, que apontou que apenas 7,5% das propriedades rurais têm produtoras rurais em papel de gestão ou de liderança. Nos sindicatos rurais, o índice de mulheres em cargos de direção também é de 7,5%. Para ampliar o protagonismo feminino, o movimento nacional deve focar sua atuação na capacitação das mulheres, na organização de comissões estaduais e na articulação dos colegiados em âmbito nacional.


“Nosso principal objetivo é melhorar o número de mulheres em posição de liderança. Temos muito a evoluir e vamos continuar crescendo”, resumiu Stéphanie, Presidente da Comissão Nacional de Mulheres do Agro.


Para Teodora, os dois dias de programação foram muito oportunos. “É nítido o aumento do interesse das mulheres dentro da nossa cadeia produtiva. E assim, elas estão engajadas, buscando capacitações, resultados e conquistando espaço, mostrando sua capacidade empreendedora e de liderança. Precisamos fortalecer isso cada vez mais, nos reunindo sempre que possível e juntas levarmos a nossa contribuição ao setor. Para mim é uma satisfação participar desses momentos e também poder representar a força feminina do agro do meu município e Estado”, salientou.



 

Informações à Imprensa:

Sindicato Rural NMT

Redação: Ana Cláudia Stumm

Contato: 54 3332-1621

Site: sindiruralnmt@dgnet.com.br

Facebook/Instagram/Linkedin: @sindicatoruralnmt


Clique aqui para falar com a gente!
bottom of page