top of page

Associados aprovam as contas da Diretoria e dissídio salarial para 2023


Aconteceu na última sexta-feira (24) a Assembleia Geral do Sindicato Rural de Não-Me-Toque, que reuniu os produtores associados da entidade sindical que tem extensão de base em Lagoa dos Três Cantos e Victor Graeff.




Seguindo as pautas do Edital, foi demonstrado aos associados o relatório das atividades realizadas durante o último ano, especialmente a representatividade da diretoria em reuniões, conselhos, mediações com órgãos e os programas, projetos e cursos desenvolvidos em parceria com Senar e outras instituições, que objetivam a capacitação profissional dos produtores e trabalhadores, bem como a promoção social nas comunidades.


O contador responsável da entidade, Aristeu Kochem, apresentou a prestação de contas da diretoria do exercício de 2022, com demonstrativo de resultados e balanço patrimonial, sendo aprovada por unanimidade.


A presidente do SR, Teodora Lütkemeyer, destacou que o balanço foi positivo, sendo possível o equilíbrio das despesas diante das receitas arrecadadas, alcançando um bom superávit no exercício.


A segunda pauta importante debatida na ocasião foi a negociação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) – Dissídio 2022/2023, em cumprimento às obrigações sindicais.


A Diretoria havia realizado reunião prévia e tratativas iniciais com os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Não-Me-Toque, de Victor Graeff e de Tapera (Lagoa dos Três Cantos), que apresentaram suas propostas de reajuste salarial e cláusulas trabalhistas, sendo levado então as considerações para a assembleia.


Após análise e votação, ficou aprovado para a CCT 2023-2024: Salário Base da Categoria R$ 1.934,00, sendo o reajuste total de 7%, válido a partir de 1º de março de 2023 à 29 de fevereiro de 2024, mantendo as demais cláusulas conforme CCT anterior.


“Estamos novamente enfrentando um período de incertezas devido a estiagem que afeta nossa região e ocasiona prejuízos na safra aos produtores, além do cenário político-econômico instável, mas conseguimos negociar com os STR’s e aprovar um percentual que fosse equilibrado para ambas as classes, ficando ainda um pouco acima dos índices de inflação. Também nossa área de abrangência possui o maior piso salarial da região, visto que temos grandes indústrias que retém a mão-de-obra local, e assim, precisamos remunerar de forma equilibrada, sendo que alguns empregadores praticam valores até acima do base”, destacou a presidente do SR, Teodora Lütkemeyer.


Agora os Sindicatos estão organizando as documentações necessárias para o registro da convenção no Ministério do Trabalho e Emprego.


Também na oportunidade foi informado que terá início nos próximos dias um novo grupo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial do Senar – ATEG, este na cadeia de bovinos de leite. A técnica responsável será a veterinária Jenifer Cortez, que explanou que o programa é totalmente gratuito e oferece acompanhamento mensal com o objetivo de aprimorar as técnicas e gerenciamento e tornar a produção leiteira mais eficiente e lucrativa. Ainda há vagas e podem participar produtores de Não-Me-Toque, Lagoa dos Três Cantos e Victor Graeff, não sendo preciso ser associado do SR. Interessados podem se inscrever diretamente na entidade ou enviar whatsapp para o 98429-7166.

 

Informações à Imprensa:

Sindicato Rural NMT

Redação: Ana Cláudia Stumm

54 3332-1621/ 54 98429-7166

sindiruralnmt@dgnet.com.br

facebook.com/sindicatoruralnmt


Clique aqui para falar com a gente!
bottom of page