Após período de quedas, IICP tem alta expressiva

Custos de Produção registraram aumento de 8,37% em março


Após quedas sucessivas em janeiro e fevereiro, o Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP), teve alta de 8,37% em março em comparação com o mês anterior. O aumento está relacionado á escassez de fertilizantes no mercado internacional diante da invasão russa à Ucrânia. Cabe ressaltar que cerca de 20% das importações brasileiras de fertilizantes vem da Rússia. Os dados foram divulgados pela Farsul nesta terça-feira (26/4).


Com a elevação em março, o IICP acumulado em 12 meses saltou para 42,76%, resultado bem acima do IPCA no mesmo período que ficou em 11,30%. No acumulado do ano, o IICP atingiu 7,34%, contra 3,20% do IPCA.

Já o Índice de Inflação dos Preços recebidos pelos Produtores (IIPR) manteve o movimento de alta em março. O aumento foi de 5,34% em relação a fevereiro. Conforme a Assessoria Econômica da Farsul, esta elevação dos preços é reflexo da expectativa de menor oferta em função da produtividade afetada pela estiagem.

O IIPR acumulado em 12 meses ficou em 17,27%, superior ao IPCA Alimentos do período que atingiu 11,62%. Confirmado que o aumento dos preços na gôndola não estão somente atrelados aos reajustes de preços recebidos pelos produtores, mas a diversos outros fatores.

Confira Relatório dos Índices de Inflação do Agronegócio do RS do mês de março.


Fonte: Imprensa Sistema Farsul

Clique aqui para falar com a gente!